21.4.06

22 de abril - DIA DA TERRA

Um pedido da Lúcia Malla eu não declino. Mesmo na correria que estou no trabalho.
Tinha pensado em mil coisas, falando sobre biodiversidade nos trópicos e etc...
Mas não consegui que ficasse numa linguagem acessível a todos os "não-biólogos".
Então achei melhor colocar aqui a letra de uma música, feita há muito tempo atrás, mas que fala exatamente o que eu quero: PRECISAMOS SER RESPONSÁVEIS PELOS NOSSOS ATOS!
Principalmente no que diz respeito ao nosso "habitat", o Planeta Terra. Cada ato inconsequente causa distúrbios enormes não só para nós, mas para todos os seres vivos inseridos no ambiente.

Efeito estufa, extinção de espécies, El Niño, chuva ácida, buraco na camada de ozônio...tudo isso também é nossa culpa!
Pense nisso. Reflita.

Então segue o meu pensamento do dia, na música de Sá e Guarabyra.

Sobradinho

"O homem chega já desfaz a natureza
Tira gente põe represa, diz que tudo vai mudar
O São Francisco lá pra cima da Bahia
Diz que dia menos dia, vai subir bem devagar
E passo a passo, vai cumprindo a profecia
Do beato que dizia que o sertão ia alagar
O sertão vai virar mar
Dói no coração
O medo que algum dia
O mar também vire sertão
O sertão vai virar mar
Dói no coração
O medo que algum dia
O mar também vire sertão
Adeus Remanso, Casanova, Sentisé Adeus Pilão Arcado
veio o rio te engolir
Debaixo d'água lá se vai a vida inteira
Por cima da cachoeira, o Gaiola vai subir
Vai ter barragem no Satu do Sobradinho
O povo vai se embora com medo de se afogar
O sertão vai virar mar
Dói no coração
O medo que algum dia
O mar também vire sertão
Vai virar mar
Dói no coração
O medo que algum dia
O mar também vire sertão "

Refletir, perceber, agir.
Assim que tem que ser!

Beijos em todos! Um dia eu coloco aqui todas as minhas viagens sobre a biodiversidade nos trópicos...

1 comment:

Webrádio Maré said...

Oi, Aline

Meu nome é Laura - Diretora da Webrádio Maré, você me daria a honra de públicar o seu poema do "dia da terra" no portal da www.webradiomare.com.br, aguardo um breve contato.

E-mail: mare@webradiomare.com.br

Parabéns pelo o poema, é de tamanha responsablidade o seu trabalho, será um prazer, pública-lo na Webrádio Maré!


Laura