15.1.08

Rapidinhas...ma non troppo!

Queridos, queridos, aqui me tens de regresso!

* Ano Novo com febre, dor de garganta e uma gripe maldita. E eu que dizia que era imune a "influenza" (que é como eles chamam gripe aqui) milanesa. Rá. MiFu...

* Eu fico impressionada com a quantidade de garrafas plásticas que os milaneses consomem. Negos, sério, ninguém nunca ouviu falar de filtro não...eu sei, eu sei, a água aqui é super calcarea, beleza, mas caras, alguém precisa inventar um filtro igual aqueles nossos, que pendura na parede, tem ozonio e sei lá mais o que. Deve ter algum jeito de filtrar esse calcareo e evitar o consumo voraz de água mineral em garrafas plásticas. Se fosse garrafa retornável já tava valendo...

*Eu tb fico impressionada como aqui tudo gira em torno de comida. Diversão = comida e não se fala mais nisso...

* Eu tenho que voltar pra academia de ginástica mas tô numa preguiça que nossasenhora...mas quando eu penso no rim que tive que vender para pagar a academia me vem a vontade! ah, se não vem!!!

* Nevou dois dias. Nevou messsssssssmo. Lindo, lindo. Eu ainda me emociono com a neve. Tirei fotos da janela, já que estava com sei lá quantos mil graus de febre. Se eu estivesse no Rio com aquela febre e aquela dor no corpo todo juraria que era dengue!




*Eu sei que lavar louça é chato (eu gosto!). Mas assim ó: o mundo tá acabando, minha gente. Se vcs não pararem de usar pratos, talheres e copos de plástico vai acabar mais rápido. Vcs já usam garrafas plásticas demais!!!!!!!
Sem contar que eu ODEIO comer em prato de plástico, com talher de plástico...eca!

*" E se quiser pra onde eu vou...pra onde tenha sol, é pra lá que eu vou!"

Beijos em todos, feliz ano novo.

9 comments:

Carla Zague =) said...

Olá, poxa, como bióloga você deve detestar mesmo as garrafas plásticas, também não gosto de comer em coisas de plástico, fora o conforto de não ser algo resistente, a situação de usar só uma vez..


Take care... (estou voltando ao mundo blogueiro)

Ana Paula said...

Total solidariedade com a história do abuso do uso de plástico. Eu aderi à campanha de recusar as sacolinhas plásticas nas farmácias, mercados, etc. Sempre que possível, tenho minha própria bolsinha de pano.

Melolou da influenza? Porque eu te quero zero quilômetro aqui no rio pra gente ferver até.
bjks contando os dias.

Carol said...

Oi Alline! Aqui em Paris o pessoal até compra agua mineral, mas muita gente toma a agua da torneira mesmo apesar do calcario, ou então compra umas jarras que filtram, tipo essa: http://www.brita.net/fr/jugs_details.html?L=10&p_id=244&cat= . Eu tenho uma, porque também acho um absurdo aquele monte de garrafa plástica... Rola uma campanha bem forte da prefeitura, para encorajar o consumo de água da torneira, que é perfeitamente potável, ecológica e muito mais barata :-)

denise said...

A gente está te esperando com um solzão de 31º na sombra, hehe.
beijo,menina

Regina said...

hahahahahahahahahahaha.
Muito tempo que não visitava seu blog, morri de rir com a frase "se estivesse no Rio com esta febre e dor no corpo juraria que era dengue" hahahahaha Muito bom! Aqui todo mundo que tem febre, dor no corpo e dor de cabeça já fala logo que tá com dengue!!! hahahahahaha.
Mas eu entrei aqui pra te dizer que "quem tem amigos tem tudo"!!! Imagina seu blog sem comentários? Triste demais! Depois te explico esta história melhor, tá? bjs

Flávia said...

Garrafa descartável me irrita! Profundamente. E minha mãezinha só tomo água mineral de plástico. E o namorado, ainda para me chatear mais só toma a de plástico que parece extintor para colocar gás na água! Bargh. Agora,pior que isso, só prato e talher. Como eu sou fina, só como em prato de porcelana, com talheres de prata.......hahhaha.
Beijos

Jannine L'Amour said...

Mulherrrrrrrrrrrrrr, mas agora tu tás novinha em folha, né? beijos mil e tira mais foto de neve que eu fico daqui só babando :D. Um cheiro.

Vivizilla said...

Lineta, numa coisa eu não sou partidária! Nada contra o plástico, até porque pra mim é gastar energia a toa. Acho que deviamos gastar mais energia encontrando formas reais de reciclagem dos plasticos. Assim se mantem a geração de empregos com a produção do plastico e se cria mais um lugar para empregar mais gente. Aqui no sul, o pessoal ta fazendo blocos com plastico derretido e construindo partes das casas na beira da praia com esse material. Assim evitasse a manutenção dos estragos da maresia. Então tem muro com grades de plastico, pvc recheados com concreto (para dar peso) Também estão fazendo divisórias, quiosque e por ai vai. Ta vendo, não precisa evitar o consumo, para ser ecologicamente correto! Apesar de eu odiar comer com garfo plastico!!! rssss
Beijos lindona!

Allan Robert P. J. said...

Depois de muuuitos anos, a gripe passou por aqui também.
:(