11.10.07

Em busca das polainas perdidas




Eu nao sei quanto aos meus fieis leitores, mas eu sou do tempo que se usava polaina para fazer aula de jazz.
As aulas de jazz nao ensinavam sobre o estilo de musica jazz, caros leitores mais novos que eu...as aulas de jazz ensinavam a dançar musicas da Madonna, Cindy Lauper e Gloria Stephan.

Eu fazia aulas de jazz. No Figueiredo Costa, a escola que eu estudei e nem existe mais. O nome da minha professora era Carla (como é que eu lembro disso?).

Eu tinha polainas. Um par era rosa e lilas. Outro par era azul claro e azul marinho.

Depois de um tempo as aulas de jazz deixaram de ser "moda". E com isso, desapareçam as polainas...

Eis que ontem, numa festa de comemoraçao de um bar, onde também tinha apresentaçao de dança (e de samba, depois eu conto), eu vi um par de polainas, rosa-choque, ornando a panturrilha de uma menina.

Caras, eu vi polainas!
So aqui na Italia mesmo...

Beijos e desculpem o sumiço. To num corre-corre sem fim!

14 comments:

Andréa N. said...

Eu também fiz jazz!! E também tinha polainas. Adorava minhas polainas...
Aqui em NY muita gente usa, Alline, quando chega o frio. É engraçado ver e relembrar, né?! :)
Beijo.

Ana Paula said...

Huahuahua, mais uma pra lista. Eu fiz aula de jazz, dançando Madonna, Cindy Lauper e A-ha! E tinha polainas! Lembro de uma cor de rosa, uma outra roxa listrada de amarelo, e até uma pretinha básica. E meias-calças daquelas com elastico que passavam por baixo dos pés. E amarrava o cabelo com tule colorido de lacinho pra cima da cabeça, pra modi não ficar com a franja caindo no rosto. E me achava, hahaha!
Caraca, Alline, nós tamos véia!

Denise Arcoverde said...

Querida, eu fiz tudo isso e, pra quem é de Recife... usei maiô da Nezita! hehehhe... mas as polainas voltaram faz tempo, fia. Bia até tem uma que comprpou na H&M :-) é engraçado mesmo.

E eu tô aqui torcendo pra tduo estar muito bem ai na Italia!

Beijocas!

Mauro Chazanas said...

Alline, visitante de primeira vez já pode deixar comentário? Apenas gostaria de observar que adoro esta palavra: polaina. Gostaria de ouvi-la de alguém do Rio de Janeiro, não tive esta oportunidade. Além da sonoridade, deve ser uma delícia de soletrar. Tipo: P de pois é, falaram tanto, que ... O de ôba, o Flamengo da Ana Paula e da Carla San ganhou! L de linda, te sinto mais bela, e...A de amor, eu partirei sem te dizer adeus...I de ih, Faustina, corre aqui depressa...N de nunca mais quero os teus beijos, nunca mais... e A de ai, ai, ai, ai, tá chegando a hora...Tchauzinho e viva a Internazionale!

Flávia said...

Ahhhhhh, eu também fiz jazz e também usava polainas. Usava também no ballet. E usava também na escola, com calça jeans (?!?!?!)
A minha também era rosa, mas com lista branca. Tão linda. Minha vó que tinha feito para mim. A da Gau era branca e azul. Vixe, lembrei até da polaina da Gau...;)
Beijos

Carla said...

Ai, meu Deus, olha o comentario do Mauro. Ele existe, Alline? Nao existe nao, ne? Ninguem que existe escreve essas coisas assim...
Aqui tambem ta na moda usar polainas. Eu jamais, jamais usaria uma outra vez.

www.baianices.wordpress.com

Sonho Meu said...

Oxe...nunca vi falar nelas nao.
Alias quando voltei pra Brasilia, fazia muita ginastica natacao etc etc...mas nunca me interessei por jaz. Sou e sempre fui inventiva nos meus passos de dança. Quando escuto um dumptudum só quero sair dançando sem regras. hehehehe
bjos,
me

Morceg@o said...

Caratiosboy, é mesmo. Lá nos anos 80, eu lutava numa academia que tinha também aula de jazz, e eu sempre via as gurias com essas meionas. Será que ainda existe esse tipo de "jazz flexidêncico"? hahaha

Paula Clarice said...

Eu quero ri-que-za de detalhes sobre a tarantela!! Outra coisa: na hora de pagar mico tu lembra de mim e me manda mensagem,né? Eu sei o que vc aprontou no sábado passado!!

Ana Paula said...

Ah, é, a PC lembrou bem. Eu também quero saber dessa história direitinho, pode ir desembuxando!

Bela said...

Linoquinha, a nêga aqui tem que ler comentário de síndica pra saber da sua vida, catzo! é que a nêga aqui tá amarrada no pelourinho. Tá lasca, fia!
mesmo em sendo irmã oficialmente declarada, num tô conseguindo nem entrar no msn.
Mas morta de saudade de tu, tatu... e do tempo que eu usava polainas e meia arrastão.

beijinhos miles
te amuuuu

ps: esse Mauro não existe mesmo, não. Não é possível! E esse Morcego é hilário!

guilherme mattoso said...

caraca! polainas eram febre!

Flavia Guerra said...

Amiga, cria a comunidade "eu sou do tempo das polainas!" e vai contar com a adesão de muita gente. A minha inclusive, que tb fiz jazz (no Praia Clube Icaraí! affff...) e tinha a minha básica rosa e branca, assim como as mais exóticas com listras e estampas. Uma cafonice!
A moda voltou ano passado e tinha um monte de gente usando no Fashion. Eu tinha a sensação de ter acabado de acordar de um coma de 20 anos... De repente todo mundo de franja, polaina e roupas de cores "cítricas". Credo.
bjossssssssss
Flavildes

Poliane said...

Oi. sou visitante... estava procurando informações sobre polainas e achei vcs.
Sou je Joinville/ SC e aqui se usa polaina, ainda que timidamente.. quando morava em NY, vi que o pessoal lá é mais desinibido para essas coisas... aqui na minha terra o pessoal tem vergonha de usar boina (que eu acho lindooo, tenho várias),e polaina também... só eu tenho 3 e estou procurando mais duas cores para comprar.. uso principalmente com scarpin e bota.
Beijos e desculpa a invasão. hehe.
Poli